sexta-feira, 6 de julho de 2018

A diferença entre VER um gnomo e SER um gnomo


Costumamos classificar as pessoas como céticas e anticéticas. As anticéticas costumam ser bem recebidas pelos bruxos (neófitos ou não) enquanto as céticas tendem a ser ignoradas, claro, respeitamos as crenças alheias e se fulano não acredita em fadas ou elfos, é uma escolha dele, não devemos insistir para que ele acredite nisso ou não aquilo. Às vezes, as pessoas escolhem não acreditar numa forma de se protegerem, é como se estivessem imunes a bruxaria ou a qualquer coisa a qual desconhecem (ou inconscientemente temem) se negarem sua existência. Bem, infelizmente, as coisas não funcionam assim, e muitas pessoas descrentes ainda podem ver Elementais, se por isso, passarão a acreditarem ou se insistirão no que chamam de “explicação racional” só depende delas. Mas o post de hoje não tem a intenção de tratar sobre os céticos, eles estão muito ocupados fazendo coisas “racionais” nesse instante. Quero falar sobre os que acreditam mesmo!
      Não posso ignorar o fato de que na internet há pessoas de todos os tipos: Céticos, anticéticos, fanáticos, etc. Os fanáticos insistem que foram escolhidos para essa ou aquela missão, que tudo depende deles, que se as pessoas os seguirem, serão salvas de um suposto mal que está há caminho ou já infiltrado entre eles.
Os céticos duvidam de tudo e estão divididos em, pelo menos, dois grupos: A- Os que não acreditam em nenhuma crença, mas que respeitam os que acreditam. B- Os que não acreditam e insistem em trazer os que acreditam para o seu lado.
        Os anticéticos também podem se dividir em dois grupos: A- Os que acreditam que tudo é possível, uma vez que há multiversos, e/ou que se existe anjo, existe demônio, e etc…
          B- Os que acreditam no que lhes parece ter mais lógica, exemplo, alguém pode acreditar em anjos e fadas, mas duvidar da existência de aliens e vampiros.
          Seja qual for o tipo de anticético, é importante observar se a pessoa em questão está mentalmente e espiritualmente equilibrada. Estou lendo um livro sobre psicologia (minha segunda paixão), “O que é loucura” de Darian Leader, e nesse livro, ele explica que muitas pessoas mentalmente desequilibradas podem buscar uma forma de explicar seus delírios através da religião, por exemplo, uma pessoa pode achar que está sendo atacada por demônios e procurar a igreja, mas, na verdade, ela só está doente – certamente que o pastor ou padre em questão saberá notar a diferença –, o mesmo pode vir a ocorrer na Wicca, uma pessoa ver elementais que não são reais, e/ou usá-los para encobrir certos comportamentos autodestrutivos. Isso me preocupou um pouco porque algumas postagens minhas podem ter um certo impacto em pessoas, cujas mentes estejam frágeis.
         O contato com a magia, com os deuses e os elementais é algo bonito, mágico e que nos traz equilíbrio espiritual e mental. Se você não consegue sentir essa vibe e continua triste e perturbado apesar de se esforçar para que ocorra o contrário, siga o meu conselho é converse com alguém, um amigo, um familiar, conte o que está te aborrecendo, e em último caso, busque a ajuda de um psicólogo. Eles não mordem e procurar um não significa que está maluco, apenas que está lidando com questões que não consegue compreender. Todo mundo passa por uma fase confusa na vida, mas achar que a religião (quer seja a wicca ou a cristã) resolva todos os seus problemas pode ser meio frustrante. A mudança deve começar em você. Faça uma autoanalise, ore se te traz paz e mude alguns hábitos, mas se nada surtir efeito, busque outro tipo de ajuda.
Tem gente que busca ajuda em todo tipo de igreja, na umbanda, na wicca, no centro espírito, mas nada lhe ajuda. Por que? É porque, talvez, o problema não seja espiritual. Caso contrário, já teria sido resolvido.
          Eu já frequentei todo tipo de igreja antes de vir para a Wicca (até o centro espírita, eu já frequentei algumas vezes por influência da minha mãe) e o que eu aprendi com todas essas correntes religiosas? É que Deus ou os Deuses são a maior força que existe no universo e não há nada que eles não possam resolver, se for de ordem espiritual ou material… Agora se for uma doença mental, temos que confiar no Homem porque Deus não nos brindou com a medicina a toa. Não significa, no entanto, que você não deva orar mais, que está tudo nas mãos dos médicos. Você precisa querer melhorar e se acha que Deus ou os Deuses podem ajudar nessa melhora, ótimo.
        Tenho notado que ultimamente há muitos adolescentes deprimidos pela internet, alguns seguem a Wicca, outros são católicos, e outros são ateus, isso não impede que sejamos amigos ou que tenhamos uma boa convivência, já que eles são muito respeitosos, pessoas as quais admiro muito. Alguns desses jovens estão sob muita pressão porque estão entrando agora na fase adulta (um dos meus irmãos está nessa fase), esses precisam desacelerar um pouco e se cobrarem menos, buscarem o que lhes faz feliz e se temem a desaprovação dos pais, é só explicar-lhes, tenho certeza de que os pais, sempre querendo o melhor para seus filhos, entenderão. Se não entenderem, reavaliem se isso é mesmo tão bom… Desistir da faculdade para montar uma banda, pode não ser mesmo uma boa ideia.
        Outros jovens acham que já ferraram com tudo, mas se esquecem que aquele caminho o qual deixamos de trilhar ou que nos levou a um monte de pedras e espinhos, talvez não seja mesmo o caminho certo. Há outros caminhos e se você desiste no primeiro tropeço, está fazendo errado, caro amigo. Na minha vida, eu já tive vontade de desistir de tudo, de chutar o pau da barraca, mas nunca desisti e estou aqui, te dizendo que por mais horrível que tudo pareça, que mesmo que você ache que meus conselhos não ajudem muito, tudo depende de você, da sua força interior. Todos temos um guerreiro dentro de nós que sussurra “a culpa não foi sua, foi de fulano”, sabe por que isso? É uma forma de não pesar na sua consciência, mas, no fundo, você sabe que tem sim, alguma culpa em certos assuntos, foi o que você disse ou deixou de fazer… Mas isso não importa mais. Já foi! E o que você tirou disso? Uma lição. A vida é feita de lições e suas cicatrizes só te tornam mais fortes. Ser forte não significa nunca se abalar com algo, mas enfrentar aquilo e não se deixar vencer nunca. Você NUNCA deve desistir. Jamais. Mesmo se estiver afundando, deve lutar com todas as suas forças porque quando você vencer, o seu sorriso será a coisa mais linda de se ver.


A diferença entre VER um gnomo e SER um gnomo


Eu sempre aplico a frase acima para separar possíveis pessoas mentalmente insanas das mentalmente equilibradas. Vou explicar como funciona… Se alguém me procura, afirmando que viu um gnomo (usarei a palavra “gnomo”, mas de uma forma genérica), eu dou atenção. Ela pode apenas ter imaginado ou alucinado? Pode, mas terei chance de avaliar isso com base nos detalhes que ela me fornecer através de seu relato. Então, eu direi, respeitosamente a ela, o que me parece que aconteceu ali.
          Agora se a pessoa que me procura, afirma ser um gnomo (novamente, utilizo a palavra de forma genérica, aqui) e insiste nisso… Aqui, eu esbarro em duas possibilidades: Ela está me zoando porque não tem nada melhor para fazer da vida, ou ela realmente pensa assim, seja como for, eu não posso ajudar e, sei que, se é o segundo caso, qualquer coisa que eu diga a pessoa, pode pesar a tal ponto que ela pode acabar se machucando ou machucando os outros ao seu redor só para tentar me provar que está certa, por isso, eu ignoro e bloqueio mensagens do tipo. É para o bem da própria pessoa.
Mas você não acredita em Híbridos, Dani? Acredito, sim, mas afirmo com toda a certeza, que um híbrido, nunca revelaria a sua natureza a quem quer que fosse, menos ainda a uma blogueira que poderia expô-lo.
Mas humanos não tem poderes? Pela última vez… Humanos são humanos por um simples motivo, eles não podem voar, controlar elementos (a menos que seja astralmente) nem nada semelhante, se pudessem… Não seriam humanos, seriam qualquer outra coisa, menos humanos. Se ainda não se convenceu, procure qualquer bruxo no Facebook e pergunte, eles te dirão o mesmo, se disserem, né? Podem achar que você está zoando e nem se darem ao trabalho de responderem.
Aproveito o post para tirar algumas dúvidas que leitores mais costumam me perguntar:

É possível ver um Elemental materializado nessa dimensão?
R: Sim, é possível. No entanto, seu Terceiro Olho deve estar aberto, o Elemental deve desejar ser visto e você tem de querer vê-lo. Há exceções, onde, por exemplo, você pode ver o Elemental mesmo que ele não queira ser visto. Isso pode acontecer, quando você perdeu o controle sobre o seu Terceiro Olho e não consegue mais parar de ver espíritos, ou quando, você já o domina bem o bastante para ver o espírito mesmo quando ele tenta se esconder (alguns se escondem por medo de serem aprisionados por bruxos experientes e sombrios; outros, porque nunca viram um humano antes e não sabem o que esperar desse encontro).

Por que só eu vejo Elementais?
R: Elementais não gastam tempo e energia tentando convencer céticos a acreditarem neles, isso é raro. Isso não te torna especial, no entanto, vê-los é um privilégio de pessoas em quem eles confiam, mas novamente… Isso não te torna especial. Pode procurar por aí, que certamente, encontrará outras pessoas com a mesma habilidade sua. É que elas parecem poucas, porque aprenderam a silenciar. Não é mesmo prudente sair por aí, falando que vê espíritos. Isso, você comenta com pessoas que vê também ou que não te ridicularizarão. Procure com cuidado porque tem muita gente que fala de elementais mas não acredita neles. Tem blogs onde o responsável, sempre usa um tom sarcástico enquanto se refere aos Elementais, isso deixa o leitor desconfortável, ainda mais se ele acredita na existência desses seres. Mas deixem isso pra lá? Discutir com esse tipo de gente é besteira.

Tudo o que vejo é Elemental ou pode ser outra coisa?
R: É claro que pode ser outra coisa. Tem Anjos, e espíritos de mortos que também pode entrar em contato com os vivos. Se desconfiar que está lidando com os espíritos dos mortos, antes de começar a temer, eu sugiro que estude a Doutrina Espírita. Não adianta só frequentar o Centro Espírita. Leia os livros (tem vários de domínio público em ebook disponíveis para download gratuito) para ter uma maior compreensão. Não é tão assustador assim quanto parece. Devemos temer menos e confiar mais. Não é porque a pessoa morreu que virou um demônio. Isso só acontece em filme japonês! Os mortos não são tão diferentes dos vivos, tem os mesmos sentimentos, muitos só querem nos ajudar, transmitindo um conselho ou mensagem.
Em se tratando de anjos, estudar Angeologia é recomendável, mas também o Espiritismo que tem uma visão interessante sobre os mesmos.
Não é que não haja lugar na Wicca para mortos e anjos, há sim, acontece que, talvez, você se sinta mais confortável seguindo algo mais voltado a eles. Não tem nada de errado em experimentar isso ou aquilo.

Como saber que o Elemental que atrai é benévolo?
R: Eu sempre explico nos meus posts, é que, infelizmente, tem gente que lê só um ou dois posts meu e já vem me acusando de não explicar essa questão. Por favor? Se deem o trabalho de procurar antes de me perturbarem?
Você sempre atrai aquilo com que está mais sintonizado. Se é naturalmente deprimido, atrairá um elemental deprimido porque um elemental alegre não vai querer estar na companhia de alguém que só sabe reclamar de como o mundo é o horrível! Acho que você também não quereria se a situação fosse inversa.
Você não deve temer, deve olhar para si mesmo e se perguntar: “Eu estou ok?”, se a resposta for sim, então, você atrairá um elemental legal. Caso contrário, você vai atrair o que combina com você, porque pessoas boas não atraem seres ruins e pessoas más não atraem seres bons. Até no Espiritismo isso é uma regra, onde aquele espírito obsessor só está ali porque você o atraiu, ele veio porque há algo que os liga (um vício, um sentimento ruim, etc). Então, o problema não está na magia, está nas pessoas que a usam inadvertidamente.
Então, por que você não para de ensiná-las a contatarem espíritos?”, porque não adianta nada! O que eu não ensinar aqui, as pessoas podem descobrir lendo um livro ou pesquisando em outro site. Todo mundo tem consciência do que é magia e de que se for usada de forma errada, pode lhe trazer problemas, mas nada é irreversível. Se um portal foi aberto, ele pode ser fechado. Se um espírito foi contatado, ele pode ser banido. Nem tudo é o fim do mundo, mas se o medo ainda o paralisa, não faça nada, simples. Ninguém aqui está te forçando a nada.©

2 comentários:

Isadora Medeiros disse...

Oi, Dani. Bom dia. Vou escrever nesse post porque foi o mais recente. Enfim. Desde criança sempre acreditei em fadas e que existia inúmeras coisas às quais fugiam da nossa realidade. E quando cresci, sempre tive esse sentimento e qnd conto pras minhas amigas, elas riem. Então é algo que guardei só pra mim. Já havia entrado em algumas páginas aqui na internet, mas só o seu blog me trouxe aquela sensação de sinceridade, entende? Eu estou encantada! Ontem à noite estava lendo seu blog e adormeci e eu sonhei com fadas. E acordei, porém, não conseguia lembrar de mais nada. Você já passou por isso? Saber que sonhou mas não conseguir lembrar? Eu me pergunto se esse sentimento o qual eu sempre senti significa algo, entende? Significa que talvez, qnd durmo, vejo elas. Porém, na manhã seguinte não lembro mais. Enfim

Daniele Claudino disse...

Oi Isadora.
Sim, eu já passei por isso de ter alguns sonhos e não me lembrar, é mais comum do que você pensa. Às vezes, você só não está preparada para se lembrar, ou as fadas não querem que você compartilhe com mais ninguém o que elas te mostram.

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...